Qual a vacina protege mais para Covid?

Qual a vacina protege mais para Covid

Com o crescimento da pandemia no mundo e a chegada de profiláticos, muita gente tem se perguntado qual a vacina protege mais para Covid.

A verdade é que o mundo todo entrou em uma corrida contra o tempo para conseguir uma vacina eficiente. Assim, em menos de um ano surgiram diversas opções para abastecer o mercado.

Apesar de toda essa quantidade de novos produtos preventivos, ainda é pouco. O mundo encara uma procura grande por vacinas e as empresas não estão conseguindo dar conta de toda a demanda.

Mas, caso seja possível escolher, é bom conhecer o que se sabe sobre cada uma delas. Assim fica mais fácil entender como cada vacina pode funcionar no corpo.

Qual a vacina protege mais para Covid

Segundo as informações divulgadas até o momento, a vacina que mais protege contra a Covid-19 pe a da Pfizer. O medicamento foi produzido em parceria com o laboratório Biontech.

A última atualização sobre os resultados da vacina informa que ela apresentou um índice de eficácia de 95%. O número é superior aos 90% que haviam sido informados anteriormente pela empresa.

Segundo a Pfizer, ainda, não foram identificados efeitos colaterais que pudessem ser considerados significativos. Isso aponta para a possibilidade de utilização da vacina em todo o mundo.

Para os idosos com mais de 65 anos, considerado grupo de risco maior na sociedade, a taxa foi superior a 94%. Agora você sabe qual a vacina protege mais para Covid.

Outras vacinas

Ainda que a Vacina da Pfizer seja aquela que detém as melhores taxas de eficácia, outras também podem ser úteis. Assim, a eficácia das vacinas que estão no mercado atualmente é:

  • Moderna: 94,1%

  • Sputnik V: 91,6%

  • Novavax: 89,3%

  • Sinopharm: 86%

  • AstraZeneca: 82,4%

  • Johnson & Johnson: 66%

  • Coronavac: 50,38%

Todas as vacinas, no entanto, apresentam números diferentes quando se trata de casos graves. Mesmo a Coronavac, que tem a menor taxa de eficácia geral, alcança 77,96% de eficácia em casos graves.

Ou seja, a presença dos anticorpos no sistema imunológico é capaz de evitar intubação e morte na maioria dos casos. Por isso é tão importante a vacinação, com qualquer uma das vacinas.

Conclusão

As vacinas presentes no mercado são capazes de dar certa proteção aos cidadãos. No entanto, é preciso entender que elas, sozinhas, não são capazes de deter o vírus, devendo manter-se os cuidados.

Assim, agora que você já sabe qual a vacina protege mais para Covid, deve ter ficado mais tranquilo. As outras todas também são muito úteis. O importante é que você se vacine.